Tudo que você precisa saber sobre o arrendamento de hotéis e pousadas

Tudo começa com uma conversa informal, após uma visita ou estadia você acaba pensando em como seria bom aproveitar mais tempo naquela casa de praia ou apartamento. Então surge a proposta, que tal virar o anfitrião e cuidar do imóvel ao mesmo tempo em que o aluga para tirar renda extra?

Esse processo tem nome, chama-se arrendamento de pousada ou hotel. Consiste em virar o responsável direto por determinado imóvel a fim de obter recursos financeiros oriundos do aluguel do espaço a terceiros. 

Aluguel X Arrendamento

Enquanto em um aluguel, você procura o dono do imóvel para utilizá-lo com fins próprios, em um arrendamento você tem uma clara motivação financeira: manter o lugar bem conservado e arrumado para então alugar a terceiros e obter lucro.

Um dos desdobramentos de um arrendamento, ao contrário de aluguel, é a possibilidade de compra do imóvel ao fim do vínculo estabelecido. Uma vez que você como responsável temporário verificou a viabilidade de continuar um negócio no ramo de hotelaria com o imóvel pode e deve oferecer uma proposta de aquisição definitiva ao até então proprietário.

Como funciona

Em um arrendamento de pousada ou hotel, existem duas partes: arrendatário e arrendador.

  • Arrendatário: é o investidor que arrendará a pousada. Ele irá usufruir do imóvel durante o período estipulado no contrato;
  • Arrendador: é o proprietário do bem arrendado. Ele cede os direitos de uso da pousada para o arrendatário.

Você como arrendatário tem que se preocupar em analisar alguns itens antes de procurar fechar um contrato.

Condições da estrutura do imóvel 

Talvez o principal fator a ser levado em conta na hora de arrendar um imóvel seja a estrutura física. Para ter mais segurança sobre as condições em que se encontra a pousada/hotel de seu interesse, solicite a avaliação de um engenheiro, ou de alguém experiente em construções. 

De maneira geral, havendo a necessidade de reformas,  o proprietário detém responsabilidade das mesmas. Você no entanto, pode negociar a isenção de um período de mensalidades em troca de custear as obras realizadas.

Utilize o motor de reservas da Omnibees e aumente suas vendas diretas!

No contrato, procure deixar claro em quais condições o imóvel lhe foi entregue, e caso existam problemas durante sua administração é importante que você esteja munido de todas as informações relativas ao problema na estrutura física, incluindo rede elétrica, iluminação, estacionamento, móveis e demais itens.

Avalie a localidade

Outra situação a ser ponderada é o local onde se encontra o imóvel. Obtenha informações sobre o bairro da pousada, perfil de moradores e visitantes para assim poder planejar ações de marketing e evitar possíveis surpresas.

Tenha atenção com o contrato

Agora que você encontrou o imóvel perfeito para sua empreitada como administrador de pousada ou hotel, é hora de elaborar um bom contrato. Para a proteção de ambos os envolvidos sugerimos que a criação do documento se dê na presença de advogados das duas partes.

Valores, data de pagamento, condições físicas prévias a validade do contrato são coisas obrigatórias a serem incluídas. 

Prazo e opção de compra ao fim do período também são itens que devem ser definidos já no fechamento do documento. Imagine que você obteve sucesso na administração do imóvel e quer consolidar a compra, mas o proprietário ao perceber a valorização durante o período tente aumentar consideravelmente o valor. É bom garantir um preço justo e assim evitar atritos.

Encare o processo de arrendamento como sua oportunidade de aprender sobre o ramo de hotelaria enquanto administra um bom imóvel. Se ao final da experiência você não se sinta confiante de efetuar a compra, reflita sobre seus erros e acertos, pode ser que em outra oportunidade você consiga emplacar um bom empreendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *