Melhorias para tornar seu hotel acessível para deficientes físicos

Melhorias para tornar seu hotel acessível para deficientes físicos

De acordo com o IBGE, quase 25%  da população brasileira apresenta algum tipo de deficiência física. Esse índice elevado não se equipara ao nível de preparação de estabelecimentos e vias públicas para receber e permitir o fluxo dessas pessoas.

Para se tornar socialmente responsável, há uma série de diretrizes a serem seguidas e medidas implementadas pra tornar a estadia de hóspedes com alguma limitação a mais confortável possível.

De forma a auxiliar gestores na busca por soluções que atendam às necessidades desse público elaboramos algumas ações direcionadas para os tipos de deficientes físicos mais presentes na sociedade.

Melhorando a acessibilidade

Talvez a primeira associação feita a limitação física seja a distribuição de rampas pelo hotel. Porém, tendo em vista a variedade de deficiências que podem afetar essas pessoas, alguns cuidados não tão óbvios também são mais do que recomendados:

  • Mecanismo de elevação mecânica;
  • Banheiros adaptados;
  • Cadeiras de roda extras;
  • Portas com sensores de presença;

Procure instalar portas mais largas para o caso de cadeirantes, inclua locais para apoio e corrimão, facilitando a movimentação.

Para deficientes visuais, invista em folhetos e menus de restaurante em braile dando autonomia aos hóspedes.

Se conseguir adequar ao orçamento coloque piso tátil, variação que permite o uso de bengalas para locomoção.

Não esqueça de idosos, gestantes e pessoas obesas

Na hora de planejar a estrutura física do hotel, também é necessário pensar em pessoas cuja limitações, embora mais leves do que deficientes físicos de fao, representam a necessidade de atenção diferenciada.

Evite instalar muitos degraus, cuide dos sensores de iluminação e de assentos mais espaçados. Toda adaptação, por mais singela que possa parecer transmite conforto e hospitalidade.

Treine os funcionários

Ofereça cursos de capacitação em atendimento de pessoas portadoras de deficiência e demais situações especiais aos seus funcionários. Destaque a importância do bom trato de hóspedes e visitantes com essas características.

Oferecer ajuda para carregar peso, condução, obtenção de informações e atividades de lazer são algumas das ações para as quais seus empregados devem estar sempre disponíveis e preparados.

Promova atividades de lazer acessíveis a pessoas com deficiência

Usar a piscina, jogar sinuca, aproveitar música ao vivo dentre outras atividades requerem um esforço e preparação maiores.

Transmita ao hóspede o sentimento de inclusão ao adaptar esses e outros exemplos de opções de lazer a quem precisa de assistência.

Na área do bar por exemplo, considere uma estilização que contemple cadeiras mais baixas e com apoio além de boa distribuição do espaço a fim de dar liberdade de locomoção.

Instale um sistema de som e auto-atendimento direcionados a atender com praticidade solicitações e fornecer informações.

Procure um especialista

Caso tenha receio ao conduzir as modificações propostas, traga para dentro do hotel um especialista em designer de espaços e atendimento de pessoas com deficiências.

Com o devido background, esse profissional dará a tranquilidade que você precisa para dar esse passo rumo a um modelo de hotel preocupado com essa parcela tão grande e diferenciada da sociedade.

Não deixe que o medo de errar impeça seu negócio de buscar excelência no atendimento desse público seleto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *